RSS

Transtorno de Processamento Auditivo e Dificuldades de Aprendizagem


As crianças com queixas de dificuldades esco lares geralmente apresentam pior desempenho em testes de PROCESSAMENTO AUDITIVO em função do atraso na maturação das habilidades auditivas. Tais habilidades são fundamentais para o processo de aprendizagem da leitura e da escrita.

O termo dificuldades de aprendizagem não se refere a um único distúrbio, mas a uma ampla gama de problemas que podem afetar qualquer área do desempenho acadêmico e são problemas que podem alterar as possibilidades da criança de aprender independente de suas condições neurológicas para fazê-lo.

O que é Processamento Auditivo e Transtorno de Processamento Auditivo?

Processamento Auditivo (PA) é um conjunto de habilidades auditivas que o indivíduo necessita para interpretar o que ouve. As habilidades mais comuns são: localização da fonte sonora, fechamento, figura-fundo, integração binaural, discriminação, memória e atenção.

O transtorno do PA acontece quando algum fator afeta de forma contrária o processamento ou interpretação de determinada informação. Qualquer dificuldade na habilidade para ter a atenção, discriminar, reconhecer, lembrar ou compreender informações apresentadas auditivamente pode ser considerado transtorno de PA.

Este transtorno pode estar relacionado a dificuldades de leitura, escrita, linguagem e aprendizagem. Freqüentemente o impacto mais profundo do transtorno do PA acontece nas crianças, visto que esse tipo de dificuldade pode interferir nas habilidades de fala, compreensão, comunicação e leitura; podendo gerar ansiedade, baixa auto-estima e desempenho acadêmico abaixo do esperado. Ainda pode estar correlacioná-lo com outros distúrbios como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade.

O transtorno de PA pode se apresentar como um problema comportamental, social, emocional, comunicativo ou educacional (de aprendizagem). As manifestações ocorrem de diversas formas, abaixo seguirá uma lista de características relacionadas ao Transtorno de PA.

Características Gerais:

- Dificuldades de aprendizagem de leitura e escrita;

- Fala muito HEIN? ou O QUÊ?;

- Freqüentemente interpreta mal o que lhe é dito;

- Apresenta respostas lentas ou atrasadas para os estímulos de fala;

- Dificuldade pra entender a fala em ambientes ruidosos;

- Tempo de atenção reduzido;

- Distraído;

- Parece ouvir, mas não entende o que a pessoa diz;

- Tem dificuldade pra lembrar o que foi dito;

- Apresenta habilidades de fala e de linguagem prejudicada.

Dificuldades Emocionais:

- Tem dificuldade para interpretar as emoções;
- Baixo limite de tolerância;

- Instabilidade de humor;

- Hiperatividade e hiper-emocionalidade;

- Desorganizado;

- Baixa auto-estima.

Dificuldades Sociais:

- Dificuldades para se relacionar com os colegas;

- Comportamento impulsivo;

- Hiperatividade;

- Dificuldade de se controlar;

- Habilidades sociais gerais ruins;

- Coordenação motora ruim;

- Distúrbios do sono.

A (re)habilitação do indivíduo com transtorno do PA deve ser planejada e realizada por diferentes profissionais (fonoaudiólogo, neurologista e psicopedagogo) baseando-se nas necessidades individuais de cada paciente dependendo da natureza, das manifestações funcionais e do grau do problema. É importante destacar que tanto o transtorno do processamento auditivo como as dificuldades de aprendizagem quando identificados precocemente possibilitam uma intervenção terapêutica mais eficaz e adequada.

Por fim, deve-se ressaltar o papel do fonoaudiólogo como o profissional habilitado para o tratamento das dificuldades acima descritas e para a orientação aos pais e à escola do paciente.


Bruna dos Santos Xavier - brunafono@espacodomquixote.com.br
Fonoaudióloga do Espaço Dom Quixote



0 comentários: