RSS

Interagindo com o mundo



A imaginação de uma criança começa a florescer quando ela inicia encenações imaginárias com seus brinquedos, ela cria um mundo em que adora conversar, tentando encontrar novas maneiras de combinar e recombinar suas palavras. 

Com isso se inicia um período mágico de desenvolvimento da linguagem, caracterizado por uma expansão do vocabulário e melhoria na pronúncia das palavras.

O resultado disso é uma imaginação saudável com uma rápida aquisição da linguagem.

Daniela Pinto - danielafono@espacodomquixote.com.br
Fonoaudióloga do Espaço Dom Quixote

Psicofármacos



Dica de leitura.

Princípios gerais do emprego de psicofármacos 

Heloisa Helena A. Brasil
Revista Brasileira de Psiquiatria
Dezembro de 2000

Introdução

A indicação de psicofármacos para o tratamento de problemas de saúde mental em crianças e adolescentes traz preocupação, mas também esperanças.

Preocupação pelo risco dessas indicações tenderem a banalizar o uso como solução imediata e não como um recurso possível a partir da avaliação risco-benefício.

Esperança pela possibilidade de novas drogas ajudarem a diminuir graves prejuízos que os transtornos mentais acarretam às crianças e aos adolescentes a curto e a longo prazo.

Porém, qualquer proposta terapêutica é antecedida por um processo diagnóstico e, mais que no adulto, na criança esse processo diagnóstico é determinante para garantir uma boa orientação terapêutica.

No presente artigo serão apresentadas questões referentes ao processo diagnóstico em psiquiatria da infância e da adolescência e os princípios gerais do emprego de psicofármacos nessa faixa etária.


Leia o artigo completo em: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462000000600011

Revista Brasileira de Psiquiatria - Print version ISSN 1516-4446 Rev. Bras. Psiquiatr. vol.22 s.2 São Paulo Dec. 2000


Fernanda Soares Fernandes - fernandapsico@espacodomquixote.com.br
Psicóloga do Espaço Dom Quixote

A melhor decisão!

Todos os dias precisamos fazer escolhas e tomar decisões. Escolhas simples como o que vestir antes de sair de casa, até escolhas difíceis como terminar um relacionamento ou não. 

A vida é feita de escolhas e tomadas de decisões e, dependendo das escolhas que fazemos, podemos ter resultados agradáveis ou desagradáveis. Algumas escolhas ou decisões que tomamos envolvem outras pessoas, como por exemplo, mudar de cidade envolve toda a família, independente se a família acompanha a mudança ou permanece no endereço atual. 

Quando olhamos para as escolhas naturais que temos de fazer todos os dias não conseguimos pensar sobre as decisões difíceis, dolorosas que algumas pessoas precisam tomar ao longo da vida. 

Muitos de nós já passamos pela dolorosa decisão de sacrificar o animalzinho querido porque estava muito doente, de encerrar uma relação porque não havia mais amor, de dar adeus a uma pessoa querida. Sempre há sofrimento, dor e lágrimas! O alívio pode vir com a certeza da escolha feita, com um abraço, uma mão estendida, ou com o conforto de que esta decisão e a forma como as enfrentamos pode ajudar outros a tomarem suas decisões. 

No período da Páscoa os cristãos relembram decisões que foram tomadas e as consequências delas para a humanidade. A decisão do povo hebreu em sair do Egito comemorando assim a primeira Páscoa, chamada Pessach, que significa passagem. 

A decisão de Deus em permitir que Jesus fosse crucificado dando início a fé cristã da salvação e vida eterna para os que acreditam nestes princípios. Para significar a Páscoa como período de renovação, crianças e adultos, se encantam com o coelhinho e com os ovos de chocolate. 

 Por onde andamos e olhamos vemos muitos símbolos da Páscoa e cada um, cada uma de nós escolhe quais os símbolos que vão significar a sua Páscoa. Entre tantas mensagens que circulam nesta época escolhi, para compartilhar, uma bem significativa e emocionante quanto a história.

video

Assista também em: https://www.youtube.com/watch?v=Yl8WmrYnHZw

Alfabetização



O início do ano letivo é sempre um momento de muita ansiedade e expectativas, tanto para os alunos quanto para os pais. Estes sentimentos tendem a ser mais intensos quando se trata dos primeiros anos da criança na escola. Aprender a ler e a escrever é uma das conquistas mais importantes na vida do sujeito, no entanto, dependem de uma série de habilidades e processos neurológicos que dão suporte e condições para este aprendizado. 

É possível pensar a alfabetização como um processo que vai além da simples aquisição da leitura e da escrita. Ela deve possibilitar a formação de um aluno autônomo, criativo, capaz de interpretar, resolver problemas e estabelecer relações entre os diversos conhecimentos. A medida que a criança vai amadurecendo cognitivamente e recebendo estímulos externos adequados, ela vai sendo alfabetizada sem dificuldades e com prazer. 

Sendo assim, é de grande importância que os responsáveis acompanhem de perto e com atenção este processo da criança. A falta de atenção, a falta de vontade para ir a escola e de estudar e a dificuldade de compreensão das tarefas solicitadas podem estar indicando a necessidade de uma avaliação profissional mais detalhada. 

Portanto, se perceberes que a criança não está conseguindo atingir os objetivos previstos pela escola, entre em contato com o professor e, se necessário, busque uma ajuda profissional. Toda e qualquer dificuldade que for detectada e auxiliada precocemente evita um prejuízo e sofrimento maior no decorrer da vida escolar.


Virginia Pelizzoni - virginiapp@espacodomquixote.com.br
Psicopedagoga do Espaço Dom Quixote

Frutas: uma boa ideia!


Durante as estações mais quentes, as frutas reinam entre as opções mais indicadas para o consumo diário, principalmente no café da manhã, no intervalo das refeições ou mesmo como sobremesa,  pois as frutas possuem inúmeros nutrientes importante para nosso corpo. 

A maioria das frutas possuem baixo valor calórico, as com maiores teores de gorduras e calorias são: o coco (polpa), o abacate e o açaí. 

Algumas frutas chegam a ter 90% de água em sua composição, o caso da melancia. Essa enorme quantidade de água contribui para repor a perda do suor, que é mais intenso no calor. 

Ricas em vitaminas e minerais, nutrientes que contribuem para o bom funcionamento do nosso organismo, os mais encontrados são: 

Vitamina C – presente nas frutas cítricas: laranja, limão, acerola, kiwi, morango, goiaba, caju, abacaxi;

Betacaroteno – precursor da Vitimanina A, encontrado nas frutas de coloração alaranjada ou avermelhada: manga, mamão, caqui, pitanga, melão, pêssego. 

Em relação aos minerais, o potássio constitui o mais abundante nas frutas. As principais fontes nesse caso são: banana, cereja, uva passa, maracujá, damasco, melão. 


Oferte para as crianças frutas de uma maneira divertida! 


Cristine Cassel - cristinenutri@espacodomquixote.com.br 
Nutricionista do Espaço Dom Quixote

Meu irmãozinho da lua

Uma menina tenta entender e explicar porque seu irmãozinho é diferente das outras crianças, uma maneira simples e mágica de entender o autismo. 

Nesse vídeo o idioma é apenas um detalhe que não impede o entendimento do vídeo.

video

Assista também em: www.youtube.com/watch?v=0HRD310kVOY


Clarissa Paz de Menezes - clarissapp@espacodomquixote.com.br
Psicopedagoga do Espaço Dom Quixote