RSS

Palestra

O Espaço Dom Quixote esteve neste terça-feira à noite na escola Frederico Schmitt, de São Leopoldo, palestrando sobre "Como ser professor na Contemporaneidade". 

Já na quarta-feira pela manhã o mesmo grupo de professores recebeu o Espaço Dom Quixote para uma oficina sobre "Adolescente: quem é e como aprende". 

Professores muito interessados e participativos aproveitaram o momento para aprender, tirar dúvidas, compartilhar ideias e trocar informações!

Recursos tecnológicos no tratamento fonoaudiológico



Como em praticamente todas as áreas, a inserção da tecnologia na Fonoaudiologia vem acontecendo com uma velocidade impressionante e pode agregar pontos muito favoráveis se utilizadas com embasamento.

Recentemente, o site do Conselho de Fonoaudiologia do RS reproduziu uma entrevista com a fonoaudióloga Bárbara Fernandes que reside nos Estados Unidos e que começou a criar aplicativos depois que atendeu uma criança com autismo. A partir daí decidiu unir a Fonoaudiologia à área tecnológica e fundou a empresa Smarty Ears, referência na área. Seus aplicativos - a grande maioria em inglês - podem ser adquiridos na App Store a partir de R$ 20. Sucesso nos EUA, seu grande objetivo é expandir as vendas no Brasil. Hoje, das mais de 40 opções disponíveis, apenas 11 estão em português.

A seguir, trechos da entrevista:

P: Você é responsável pela criação de mais de 40 aplicativos para Ipad, Iphone e Ipod para crianças com autismo e outras dificuldades de comunicação. Em qual área da Fonoaudiologia ele pode ser utilizado? 

R: Hoje temos cerca de 43 aplicativos em inglês, nove em português e oito em espanhol. Os aplicativos são diversos e temos para avaliação de fonologia, disfagia, voz, gagueira, comunicação alternativa, assim como aplicativos para terapia de articulação e fonologia, linguagem, voz, gagueira, etc. 

P: Desenvolve aplicativos para sistema operacional Android ou apenas para tecnologia Iphone? 

R: Há um ano criamos dois aplicativos para Android, mas como existe um diversidade muito grande entre os aparelhos tablets de Android, isso torna-se quase impossível criar aplicativos que sejam compatíveis com Android. Isso sem contar na quantidade de tablets de muito baixa qualidade onde na maioria das vezes as pessoas compram e não usam por mais de umas poucas semanas. O Ipad é o aparelho usado por 98% dos fonoaudiólogos nos EUA para a terapia. 

P: É cada vez mais crescente o uso da tecnologia no tratamento fonoaudiológico? 

R: O uso de tecnologia na Fonoaudiologia teve um crescimento impressionante nos EUA nos últimos três anos. Crianças com autismo estão fascinadas com o uso do Ipad, uma tecnologia que é multisensorial: as crianças tocam na tela, ouvem e veem algo acontecer o que facilita e estimula o aprendizado. Aqui, estes aplicativos são utilizados já por 60% dos fonoaudiólogos.

P: Como surgiu o desejo de traduzir alguns desses aplicativos para o português?

R: O desejo de criar aplicativos em português sempre existiu desde a criação do primeiro aplicativo em inglês. Mas, o mercado brasileiro só agora está mais aberto ao uso de tablets. Vendo que várias amigas e familiares agora tem um Ipad, achamos que estava na hora de iniciar a criação de produtos em português.

P: Entre todos os aplicativos, qual o carro chefe e para que público ele é destinado?

R: O aplicativo de maior destaque sem duvida é o "Academia da Articulação" - um aplicativo destinado a fonoaudiólogos para trabalharem com crianças com desvios fonológicos e erros articulatórios. Também pode ser um material para os pais utilizarem em casa com as crianças. O aplicativo oferece 700 palavras divididas por fonemas, com gravador de voz e relatório automático do progresso na terapia.

P: Como podemos visualizar seus aplicativos?

R: Para adquirir basta visitar o nosso site www.ipadfono.com para saber mais informações ou baixar diretamente da loja da Apple na App Store no próprio aparelho.


Retirado de: http://www.crefono7.org.br/noticias_detalhe.php?cd_publicacao=164


Fernanda Helena Kley - fernandafono@espacodomquixote.com.br
Fonoaudióloga do Espaço Dom Quixote
Pós-graduada em Neuropsicologia UFRGS


E começa tudo de novo!!



E se inicia mais um ano letivo, novos alunos, uma nova turma. Para muitos uma nova série ou mesmo uma nova escola, mas com certeza: novas expectativas! 

Vamos aproveitar estas expectativas e inquietações iniciais para fazer um ano letivo diferente e assim transformar nossa prática em nossa sala de aula! 

Para ajudar a elaborar as atividades da melhor maneira para os alunos, deixo com vocês um video do Rubem Alves, que faz uma belíssima provocação aos professores.


video


Assista também em: http://www.youtube.com/watch?v=_OsYdePR1IU


Clarissa Paz de Menezes - clarissapp@espacodomquixote.com.br
Psicopedagoga do Espaço Dom Quixote

Amiguinhos do Donqui neste verão

Se vocês pensam que os amiguinhos do Donqui ficaram parados neste verão, estão muito enganados... A diversão e a estimulação rolaram soltas por aqui nos meses de janeiro e fevereiro. 

Logo no início de janeiro uma turminha muito especial se inscreveu na Oficina de Férias do Espaço Dom Quixote. Iniciaram 2013 com muita música e instrumentos musicais. 



Depois foi a vez do teatro e da fantasia animarem a tarde dessa galerinha.



A oficina tecnológica foi o maior sucesso, com fotos, filmagens e Kinect para animar a criançada.



Depois foi a vez da tinta e da argila darem as caras e muita meleca fez a diversão das crianças. Esculturas e a pintura do muro do Espaço Dom Quixote fizeram da turminha artistas muito especiais.



Mas é preciso pôr o corpo para funcionar e aí a atividade física funcionou, mas, em seguida, para recompor o gasto calórico, a turminha foi para a cozinha fazer um delicioso cupcake.



Também teve oficina de água para amenizar o calor...

E a oficina de terra onde o jardim do Espaço Dom Quixote ficou florido!



A caça ao tesouro, então, foi um sucesso! O Espaço parou para a galerinha procurar as pistas e descobrir o tesouro!



No dia da expressão corporal e dança a animação foi total.

E para finalizar, nada melhor do que um delicioso passeio no Zoológico com a turminha!




Infelizmente as Oficinas de Férias chegaram ao fim, pois é hora de voltar às aulas e iniciar mais um ano letivo, com muita aprendizagem! Mas para quem perdeu as Oficinas deste ano, se preparem, pois no ano quem tem mais diversão e novidades para os amiguinhos do Donqui que ficarem por aqui nas férias!

Um ótimo início de ano a todos!

Não perca: Espaço Dom Quixote na Rádio União FM



Neste sábado, dia 16 de fevereiro, a Rádio União FM apresentará no programa Espaço Empresarial uma entrevista com a psicóloga e diretora do Espaço Dom Quixote Fabíola Scherer Cortezia. 

O programa, que traz entrevistas com empresários, empreendedores e personalidades do Rio Grande do Sul, começa às 7h30min e serão abordados assuntos como o trabalho realizado no Espaço Dom Quixote com crianças, adolescentes, professores e cuidadores, novidades para 2013 no Espaço, além da triste tragédia ocorrida em Santa Maria na Boate Kiss. Alguns transtornos que aparecem na infância, como ansiedade e TOC também foram mencionados na entrevista e abordados pela entrevistada.

Acompanhe ao vivo na Rádio União FM 105.3 ou pelo site www.uniaofm.com.br/podcast.

Vale a pena acordar mais cedo neste sábado!

Felicidade e o adolescente



Compartilho aqui, uma leitura muito interessante sobre a felicidade e a adolescência, uma fase do desenvolvimento com inúmeras mudanças físicas e psicológicas. 

Este texto procurou pesquisar o conceito de felicidade para os adolescentes e também o que eles consideram importante/necessitam para estarem felizes. Nesse artigo, uma das questões discutidas foi à correlação de felicidade com sentimentos (prazer, autonomia, bem-estar e aceitação), sendo essa uma tendência inicial dos adolescentes. Essa correlação demonstra a necessidade deles de se sentirem bem com eles mesmos e com as demais pessoas, perante as adversidades de mudanças físicas e psíquicas. 

Boa leitura!!! 

ARTIGO: Do que eles precisam para serem felizes? A felicidade na visão de adolescentes. ABAID, J.L.W, CAMARGO, S.P.H E GIACOMONI C.H. 

Acessem o link:

http://www.academicoo.com/texto-completo/do-que-eles-precisam-para-serem-felizes-a-felicidade-na-visao-de-adolescentes


Fernanda Soares Fernandes - fernandapsico@espacodomquixote.com.br
Psicóloga do Espaço Dom Quixote
Especialista em Psicologia Clínica – CRP 07/17156

Documentário: Muito além do peso



É na infância começamos a “plantar a sementinha” da Educação Alimentar e com certeza esse hábito é para a vida inteira. 

Dados alarmantes comprovam que pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos. Problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2. Todos têm em sua base má alimentação e a obesidade. 

E quem são os verdadeiros culpados? 

Será que sabemos realmente o que estamos ingerindo? Vocês pais, sabem qual a real quantidade de açúcar “escondida” em um refrigerante ou em uma caixinha de suco? Produtos industrializados? Vilões? 

Essas e outras questões são abordadas no documentário SENSACIONAL "Muito além do peso: Uma reflexão sobre alimentação infantil"

Recomendo aos pais que assistam esse documentário maravilhoso, que nos faz refletir sobre que tipo de alimentação estamos ofertando às nossas crianças. 

Assista em:
www.muitoalemdopeso.com.br ou http://www.youtube.com/watch?v=8UGe5GiHCT4 


Cristine Cassel - cristinenutri@espacodomquixote.com.br
Nutricionista do Espaço Dom Quixote

Vamos nos movimentar nas férias



As crianças ainda estão de férias e recarregando as energias para o próximo ano. Porém, devemos ficar atentos para não deixarmos as crianças em frente à TV ou no vídeo game por muito tempo. Afinal, as férias são feitas para se divertir, passear, conhecer pessoas novas, fazer coisas que não temos tempo de fazer em outra época do ano. Enfim, é tempo de não fazer nada e de curtir a vida.

Para tirar a criança da frente da TV, a ferramenta mais poderosa – e que se torna ainda mais eficiente com a participação dos pais – é estimulá-la a brincar. Aliás, brincar para uma criança é mais do que uma maneira de passar o tempo, ela experimenta conhecimentos, explora habilidades, se exercita e desenvolve sua coordenação motora. 

Vamos motivá-las a andar de bicicleta, brincar na praça, ir à piscina, se movimentar, ou seja, não ficar parada, fazer qualquer tipo de exercício. 

Tudo isso, sempre interagindo com outras crianças da sua idade e, em muitos momentos, ao lado dos pais.  

Portanto, vamos brincar, vamos correr, vamos sair e vamos fazer destas as melhores férias das nossas vidas! 


Mayara C. Smaniotto – mayara@espacodomquixote.com.br 
Psicomotricista e Educadora Física do Espaço Dom Quixote